Madeixa
Óleo mineral no cabelo

Óleo mineral no cabelo: saiba os benefícios e malefícios desse produto

Você usa óleo mineral no cabelo? Então, está na hora de saber os benefícios e malefícios que este produto pode trazer. Não existe produto mais contraditório e polêmico que este óleo. Isso porque ele possui parafina líquida encarada como vilã por muitas pessoas.

Antes de ficar paranoica e com medo de usar todos os seus produtos, vamos lhe mostrar a verdade sobre o óleo mineral. Ele está presente tanto em produtos capilares, quanto em produtos para pele.

E, apesar do que muita gente pensa, utilizar este tipo de óleo traz benefícios! Não existe só a parte negativa de usar o óleo mineral, caso contrário, esse produto não seria tão utilizado em diversos tipos de produtos.

Se você quer ter um cabelo saudável de verdade e está com dúvida se deve ou não usar produtos que contenham óleo mineral em sua fórmula, veio ao lugar certo! Iremos decifrar estes enigmas neste artigo.

Como usar o óleo mineral no cabelo?

Antes de falarmos os benefícios e malefícios do óleo mineral, é importante que você saiba como usar este produto. Isso te ajudará a não ter problemas com o acúmulo dele no cabelo ou efeitos ruins após o uso deste óleo.

Após lavar bem os cabelos e aplicar uma máscara de hidratação, espalhe na sua mão algumas gotinhas do seu óleo perfeito. O óleo mineral no cabelo deverá ser aplicado mecha por mecha, garantindo que todo o cabelo receba o produto.

Você pode usá-lo como finalizador ou até mesmo deixá-lo no cabelo por 20 minutos apenas. Isso irá melhorar o aspecto ressecado do seu cabelo, diminuindo os fios esticados.

Veja também: Tipos de finalizadores de cabelo: descubra o melhor para você

Outra forma de usar o óleo mineral no cabelo é passado somente nos fios que estão com frizz. Isso disfarçará os cabelinhos arrepiados e fará com que o seu penteado fique muito bonito.

O mais importante na utilização do óleo mineral em qualquer cabelo é lavá-lo adequadamente após o seu uso. Nada de usar co-wash ou produtos sem sulfato para conseguir limpar o óleo do seu cabelo. Escolha um produto com sulfato forte e comece a fazer a limpeza dos seus fios, como você já está acostumada.

Benefícios do óleo mineral no cabelo

Óleo mineral no cabelo

O maior benefício do óleo mineral no cabelo é que ele pode te ajudar a manter a hidratação nos fios por muito mais tempo. Esse tipo de óleo segura o tratamento que você fez, ajudando a deixar o efeito bonito e saudável por muito mais tempo.

Outro benefício deste óleo no cabelo é que ele ajuda a recuperar os fios que estão muito danificados. Como ele ajuda a selar as cutículas, formando uma película protetora em volta dos fios, acaba evitando que o cabelo sofra outros danos e fique ainda mais danificado.

O uso de óleos mineiras na pelo também auxilia na hidratação da pele e pode ser usado em caso de queimaduras, para acalmar a dor e ajudar na cicatrização.

Como você pode ver o óleo mineral no cabelo e na pele não apenas um vilão, mas também pode ser usado de diversas formas. Por ser tão diversificado é que se torna um óleo queridinho pelas indústrias, além de ser muito mais barato que os óleos vegetais.

Desvantagens de usar o óleo mineral no cabelo

Um dos principais medos da utilização do óleo mineral no cabelo e na pele é que muitas pessoas estão alarmadas pelo fato deste óleo poder causar câncer, problemas na pele que levam ao envelhecimento precoce e até mesmo roubar vitaminas e nutrientes da sua pele.

Entretanto, apesar destes argumentos serem sustentáveis, já que o óleo mineral é derivado do petróleo, não há evidências científicas de que isso realmente acontece, pois nenhuma comprovação foi levantada.

Apesar disso, outros perigos podem acontecer se os componentes do óleo mineral no cabelo se acumularem nas suas madeixas, fazendo com que você tenha o efeito inverso ao que você busca.

Ter um cabelo ressecado usando muito óleo mineral e não lavando direito pode fazer com que os fios fiquem feios e sem vida. Afinal, qualquer hidratação que você fizer não conseguirá penetrar nos seus fios.

A dica de outro para usar o óleo mineral é conseguir cuidar do cabelo sempre, da melhor forma possível, e usar o óleo mineral somente quando tiver uma grande necessidade.

Óleo mineral x óleo vegetal

Óleo mineral no cabelo

Usar óleo de coco, azeite extravirgem e outros óleos similares no cabelo tem sido uma febre entre as apaixonadas pela umectação. O óleo mineral no cabelo não pode ser utilizado com essa finalidade, pois pode acumular nos fios e acabar deixando-os feios e opacos.

O óleo mineral pode deixar o seu couro cabeludo mais saudável, principalmente se você sofre com caspas. Aplicar óleo extravirgem no cabelo e massagear também auxilia no crescimento dos fios. Por isso, muita gente que está em transição ou simplesmente resolveu adotar o projeto Rapunzel acaba usando esse tipo de óleo.

O óleo mineral deve ser usado somente como um reparador de pontas ou se estiver presente em alguma máscara que você já utiliza. Mas, não se preocupe, se você lavar direitinho os cabelos, não têm como este tipo de produto danificar suas madeixas.

Está querendo usar óleo mineral e não sabe se isso é uma boa ideia? Leia este artigo até o final e descubra!

Posso usar óleo mineral no cabelo?

Se você estava em dúvida se pode ou não usar óleo mineral no cabelo, a resposta é: depende. Você vai lavar bem o cabelo após a utilização do óleo? Se a resposta for sim, com certeza poderá usar este produto sem medo.

Entretanto, não esqueça que o melhor óleo para se passar no couro cabeludo, seja para crescimento ou para limpeza, são os óleos vegetais.

Evitar o óleo mineral no cabelo é muito difícil, porque ele está presente em máscaras, creme de pentear, condicionadores, shampoos e até mesmo condicionadores. Se você quer parar de usar este produto, compre sempre opções de shampoos que apesar de hidratantes sejam bem limpantes. Assim, o seu cabelo conseguirá ficar lindo e saudável.

Esperamos que você tenha gostado deste artigo sobre óleo mineral no cabelo! Se ele foi útil para você, compartilhe-o em suas redes sociais!

Até a próxima!

Deixe seu comentário!