madeixa.com.br
Escova progressiva

Escova progressiva: saiba em qual tipo apostar para alisar o cabelo

Cabelos lisos, brilhantes e com movimento. Essa é a mágica feita pela escova progressiva, uma técnica que revolucionou o mercado de cosméticos no início deste século. Além da beleza dos fios, ela também proporcionou mais praticidade às mulheres, mesmo aquelas que adoram seus cachos, mas não têm tempo de retocá-los durante o dia.

A escova progressiva chegou ao mercado ainda no final dos anos 1990, com a técnica conhecida como japonesinha ou escova definitiva. Rapidamente, se tornou uma das principais opções de alisamento capilar. O problema é que ela só poderia ser utilizada em cabelos lisos, rebeldes ou volumosos. Também era contraindicada para casos de luzes, relaxamento ou descoloração. Além disso, a técnica era considerada muito artificial.



Erros cabelo

A revolução começou em 2003 e foi aqui no Brasil, mais precisamente no Rio de Janeiro. Surge, então, a escova progressiva à base de formol. Essa fórmula logo ganhou o mundo, começando pelos Estados Unidos.

Com o passar do tempo, no entanto, a escova progressiva criada em nosso país foi ganhando novos ingredientes e perdendo outros. O uso do formol – principal substância utilizada na técnica – passou a receber forte controle da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), devido às constatações de danos à saúde aos usuários do produto. É permitido, apenas, 0,2% na fórmula dos produtos.

Veja também: Benefícios e como fazer escova progressiva sem formol



Erros cabelo

Como fazer a escova progressiva?

Escova progressiva

Quem está propícia a aderir à escova progressiva tem uma boa notícia: comparada a outros processos capilares, ela não vai tomar muito seu tempo no salão de beleza.

O primeiro passo feito é a lavagem dos cabelos com um shampoo. Na sequência, os fios são secados e o produto é aplicado. Logo depois, as madeixas são novamente secas com o produto e o cabeleireiro passa a chapinha para que os fios fiquem totalmente lisos. A finalização é feita com enxágue e creme de tratamento.

Os efeitos duram entre três a cinco meses, dependendo do cabelo e do número de vezes que você faz as lavagens. O produto deve sair quanto mais os fios são lavados. Geralmente, o tratamento é refeito após o crescimento da raiz ou início de incômodo no couro cabeludo.

Cuidados e contraindicações da escova progressiva

Escova progressiva

Antes de investir nesse procedimento com a escova progressiva, é indicado fazer um teste de sensibilidade para saber se o produto que será utilizado para realizar o processo não causa reações alérgicas na sua pele. Portanto, aplique uma pequena quantidade do produto atrás da orelha e deixe agir por 15 minutos. Caso você não desenvolva sintomas de irritação, vermelhidão ou coceira, pode iniciar o procedimento.

Também é preciso estar ciente de alguns outros cuidados. Esse procedimento resseca as pontas dos cabelos e pode tornar os fios elásticos, já que muda a distribuição da queratina ao longo dos fios.

Para evitar esses problemas, a hidratação deve ser feita com maior frequência. Em hipótese alguma faça descoloração em logo após a progressiva. Caso contrário, você pode aumentar nos danos ao cabelo. Interrompa o procedimento e aguarde o crescimento do cabelo, caso os fios fiquem quebradiços e com frizz.

A escova progressiva não é indicada para mulheres grávidas. Produtos químicos podem causar prejuízos à saúde da mãe e do bebê. Pessoas com cabelos oleosos e com couro cabeludo sensível também não devem fazer o procedimento. A progressiva não terá grandes efeitos em quem nunca fez uso de química nos fios ou mulheres com cabelos muito crespos.

Tipos de escova progressiva

O mercado disponibiliza diversos modelos de escova progressiva para cabelos. Você deve ficar atenta para saber qual para as características do seu tipo de cabelo. Para isso, procure cabeleireiro profissional de sua confiança e, principalmente, verifique as substâncias contidas no produto. O objetivo, com isso, é evitar algum tipo de reação alérgica.

Desde que a Anvisa limitou o uso do formol, como dissemos acima, muitos salões substituíram a substância por outros conservantes com efeito parecido, como o óxido acetamide. Ele é misturado a um creme que ajuda a disfarçar o cheiro dos princípios ativos.

Conheça os diferentes tipos de escova progressiva disponíveis no salão de beleza.

1 – Escova inteligente ou zap

Escova progressiva

Esse modelo é formado por proteínas, queratina líquida, formol ou óxido acetamide e minerais.

Funcionalidade: Para reduzir o frizz e recuperar as pontas duplas, é utilizada a queratina. Já o alisamento dos fios fica a cargo do formol ou óxido acetamide. Eles deixam um caimento natural, já que não alisam completamente as madeixas.

O efeito diminui com o tempo. A cada aplicação, os cabelos perdem massa, mas se tornam mais lisos e finos. O melhor é que, no mesmo dia da escova zap, a lavagem do cabelo está liberada.

A escova inteligente ou zap, geralmente, tem duração de quatro a seis meses. Ela é contraindicada para cabelos crespos e ondulados. Eles podem não apresentar um bom resultado.

Custo: Varia entre R$ 180 a R$ 400, dependendo do tamanho do cabelo.

2 – Escova de chocolate

Escova progressiva

É composta de proteína da seda, ácidos graxos, cafeína, queratina líquida, extrato de cacau, ácidos graxos e, às vezes, formol.

Funcionalidade: A escova de chocolate proporciona ao cabelo brilho e maciez, além de reduzir o volume. Mesmo sem o formol, tem a capacidade de eliminar o frizz dos fios. Com isso, gera efeito liso apenas aos pouco ondulados. Sua funcionalidade é mais para hidratação e nutrição do que como alisamento. Já a versão com formol realiza o alisamento, de fato.

Os efeitos da escova de chocolate, geralmente, duram por dois meses. Ela é indicada para cabelos com muito frizz, volume e ressecados. Não tem resultado positivo em fios muito crespos.

Custo: Varia entre R$ 60 a R$ 150, dependendo do tamanho do cabelo e salão de beleza.

3 – Escova americana

Escova progressiva

É ideal para cabelos com muito volume, encaracolados e cacheados. A meta da escova americana é deixar os cabelos naturais e mais soltos, sem a aparência de liso.

Esse tipo de progressiva é composto por guanidina, que é contraindicado para pessoas que já fizeram algum outro procedimento químico com henê, amônia, henê, hidróxido de sódio e tioglicolatos. A sua duração e de, aproximadamente, seis meses.

Custo: De R$ 100 a R$ 300, dependendo do tamanho do cabelo

4 – Escova indiana

Escova progressiva

Esse tipo de escova é composta por extrato de sândalo, amêndoas doces e cravo da índia. Esses ingredientes são misturados ao PCA sódico, um aminoácido que retém umidade.

A escova indiana deixa os fios sem volume e lisos, além de possibilitar cabelos macios de muito brilho, sem aparência de alisado. É ideal para cabelos lisos e quimicamente tratados.

Sua duração chega a, aproximadamente, 30 dias. Ela não possui contraindicações, já que não possui química. Inclusive, pode ser usada por crianças e gestantes.

Custo: De R$ 40 a R$ 55, dependendo do cabelo e salão de beleza.

5 – Escova marroquina

Escova progressiva

A particularidade da escova marroquina é a utilização do neutralizador. Ele permite que os fios possam ser presos no mesmo dia do procedimento e lavados no dia posterior.

A fórmula costuma incluir a mistura de argila, cacau, 0,2% de formol, queratina, proteínas da seda.

Além de alisar temporariamente, a escova marroquina também hidrata as madeixas. Por isso, ela acaba sendo ideal para cabelos quebradiços, ondulados, volumosos, ressecados e cacheados.

O efeito desse procedimento dura até três meses. O procedimento acaba sendo contraindicado para cabelos danificados ou sensíveis. O ideal de pessoas nesta situação é procurar um cabeleireiro antes de realizar a escova.

Custo: De R$ 150 a R$ 400, dependendo do cabelo e salão de beleza.

Espero ter te ajudado a escolher a melhor escova progressiva para você! Se sim, compartilhe esse artigo com outras amigas!

Até a próxima!

Add comment