Madeixa
Como evitar descamação do couro cabeludo

Como evitar descamação do couro cabeludo? Veja as dicas!

As madeixas tendem a ser uma das partes mais bem cuidadas pelas mulheres, principalmente por aquelas que têm cabelos longos, cacheados ou com químicos, já que eles podem ser um pouco mais difíceis de cuidar.

Porém, apesar de todo esse cuidado, alguns hábitos em nosso cotidiano podem ser muito nocivos para a saúde de nossos fios e acabam gerando alguns incômodos, como a descamação do couro cabeludo.

Em um primeiro momento, a descamação do couro cabeludo (também conhecida como caspa) pode ser considerada um problema simples e sem importância. Porém, se ela não for tratada, poderá gerar outros problemas capilares futuros.

Portanto, neste artigo, te daremos algumas dicas cruciais de como evitar a descamação do couro cabeludo nos nossos hábitos do dia a dia. O resultado dessas dicas, com certeza, será um cabelo muito mais saudável!

O que são as descamações do couro cabeludo?

Como evitar descamação do couro cabeludo

Antes de mais nada, é muito importante explicarmos bem o que são essas descamações incômodas que aparecem na raiz capilar e podem gerar muito constrangimento em algumas pessoas, principalmente as de cabelo escuro, já que as descamações ficam bem visíveis por conta do contraste.

Essas descamações são também conhecidas popularmente como “caspa”, e a caspa nada mais é do que pequenas casquinhas do couro cabeludo que acabam ficando ressecadas e se soltam, caindo do couro cabeludo e ficando nos fios e nos ombros.



Portanto, esse problema capilar incômodo é extremamente comum, principalmente nas épocas de inverno, já que a pele tende a ressecar mais durante os períodos de muito frio.

Veja também: 

Além disso, acredita-se também que outra causa da caspa pode ser um fator genético hereditário. Porém, essa forma do problema atinge um baixo número de pessoas e, na maioria das vezes, as descamações do couro cabeludo são causadas por maus hábitos.

Dicas para evitar a descamação do couro cabeludo

Como na maioria das vezes, a caspa é gerada por conta de maus hábitos na hora de cuidar dos fios, algumas dicas podem ser levadas em consideração e adotadas no seu cotidiano para que esse incômodo seja reduzido com o passar do tempo.

Portanto, preste bastante atenção em nossas dicas de como evitar a descamação no couro cabeludo e mude completamente o seu jeito de lidar com os fios no dia a dia!

Dica 1 – Evite banhos de água quente

Como evitar descamação do couro cabeludo

Quem não adora chegar em casa depois de um longo dia de trabalho e tomar um banho com a água super quente para renovar as energias? Sabemos que todos amam esse hábito, mas ele não pode incluir a lavagem dos seus fios.

Isso porque, como já explicamos anteriormente, as descamações do couro cabeludo são geradas por meio do ressecamento da pele, e nada pode ressecar mais a sua raiz capilar do que uma água super quente, que não só resseca a pele, mas também estimula a produção de oleosidade em excesso no cabelo.

Veja também: Como tirar a oleosidade do cabelo? Veja 4 dicas fáceis e surpreendentes!

Portanto, tome seu banho de água quente (de forma moderada, para não ressecar muito a pele), mas na hora de lavar as madeixas, abaixe a temperatura do chuveiro para evitar o ressecamento do seu couro cabeludo.

Dica 2 – Não faça alisamento com formol

Muitas mulheres amam cabelos lisos chapados e, por isso, acabam procurando por processos de alisamentos que levam produtos químicos como o formol em sua composição. Porém, é sempre bom lembrar que o formol já foi proibido em procedimentos de beleza, e existe um motivo para isso.

O formol pode acabar gerando uma reação alérgica no couro cabeludo durante o alisamento, o que fará com que ele seja uma das maiores causas de aumento de descamações no couro cabeludo.

Portanto, opte por alisamentos com substâncias menos agressivas que o formol, como, por exemplo, o tioglicolato de amônia, que ainda é nocivo, mas tem muito menos chances de gerar alergia no couro cabeludo.

Veja também: Escova progressiva sem formol: saiba mais sobre esse alisamento

Dica 3 – Tire o excesso de produto dos fios

Como evitar descamação do couro cabeludo

Antigamente, era muito comum acreditar que quanto mais tempo um produto ficasse em contato com os fios, melhor seria o resultado final do uso, pois ele seria melhor absorvido. Essa ideia era levada adiante, principalmente no uso do condicionador.

Porém, atualmente, a maioria das pessoas já sabe que esse é um dos piores hábitos se você está tentando evitar a descamação do couro cabeludo de forma eficaz. Isso porque o produto que não for retirado durante a lavagem, fica acumulado na raiz do cabelo, aumentando a oleosidade e, consequentemente, estimulando a descamação dos fios por conta do efeito rebote.

O efeito rebote nada mais é do que o seu corpo ressecando seu couro cabeludo para reduzir a oleosidade causada pelo produto em excesso, e nada pior para um couro cabeludo do que o ressecamento da pele.

Portanto, sempre tire bem os produtos de cabelo que não são sem enxágue, como, por exemplo, o condicionador. E entenda que cada produto tem seu tempo de ação. Logo, eles não precisam ficar mais tempo do que o necessário nos fios.

Dica 4 – Faça hidratações

Por fim, uma das melhores dicas de como evitar a descamação do couro cabeludo é: faça hidratações constantemente com os produtos certos. Nós temos diversas receitas de hidratações caseiras com muito potencial que você pode fazer sem gastar muito.

As hidratações irão garantir que o couro cabeludo esteja sempre hidratado e saudável. Além disso, seu cabelo ficará com um aspecto muito mais saudável, leve e macio.

Portanto, aposte nas hidratações caseiras e até mesmo nas de salão. Todas são válidas para que seus fios fiquem lindos e, ao mesmo tempo, tenham um escudo contra as descamações do couro cabeludo.

Seguindo todas essas dicas que passamos, com certeza, sua caspa irá reduzir muito com o passar do tempo e a diferença será muito notória. Porém, depois dessas dicas, recomendamos que você consulte um dermatologista, caso o problema persista, pois a sua situação pode ser de caspa hereditária e será necessário um tratamento médico.

Por fim, comece a adotar esses hábitos todos os dias em sua rotina e, mesmo que seu problema seja de caso hereditário, com certeza ele irá melhorar muito com o passar do tempo!

Deixe seu comentário!