Madeixa

Calvície feminina: confira as principais causas, sintomas e tratamentos

Promoções na Amazon
Quase todo dia a Amazon faz uma promoção de produtos para cuidar do cabelo.Clique aqui e confira os itens que estão em PROMOÇÃO hoje.

Os nossos cabelos são uma parte importante da estética feminina e possuem um alto valor de beleza. Por isso, os fios são superestimados, fazendo com que o cuidado com eles seja diário e consuma uma parte de nosso tempo. Mas, quando há algo de diferente, devemos nos preocupar com eles, certo? É o caso de quem começa a perceber a queda dos fios…

Quando este problema ocorre de forma precoce, é normal sentir-se desesperada ao ver que em todo canto há um pedaço da sua madeixa. Mesmo que a queda dos fios seja uma parte normal do ciclo de vida do cabelo, se caso for em excesso, pode ocasionar a calvície feminina que tanto dá medo a nós mulheres.

Os fatores para a calvície feminina são, em sua maioria, internos, sendo o principal deles o fator genético. Ou seja, é muito provável de você ter este problema porque os seus parentes próximos também tenham ou tiveram, já que fatores genéticos são passados de pais para filhos.

Continue lendo para saber mais sobre as suas causas e como tratar este problema, que não é o fim do mundo como muitas pensam!

Sintomas calvície feminina

Calvície feminina

A queda de cabelo é normal e comum para as mulheres. Isso ocorre para que o couro cabeludo substitua os fios velhos pelos novos. Apenas quando as quedas são demasiadas e acompanhadas de outros sintomas que tornam-se um motivo para se preocupar.

A principal diferença entre a queda natural e a calvície é que esta última deixa “falhas” no couro cabeludo, que o deixa visível, na maioria das vezes, na parte superior da cabeça, devido à queda dos fios.

Outro sintoma é o cabelo “ralinho”, que é uma mudança da espessura do cabelo. Geralmente ficam mais finos, frágeis e quebrando com facilidade. Caso você observe os dois problemas, procure um médico dermatologista rapidamente para verificar se está com o problema.

Veja também: Como engrossar cabelos finos e ralos? Confira 10 dicas super poderosas!

Principais causas da calvície feminina

Como já mencionado, uma das principais causas da calvície feminina é o fator genético. Com isso, caso você tenha um parente próximo com esse problema, especialmente os pais, é muito provável que você tenha também.

A calvície hereditária ocorre de forma progressiva. Começa após a puberdade e se acentua na menopausa, isso porque os hormônios sexuais influenciam na queda das madeixas e, com a menopausa (redução da produção de hormônios), a situação pode ficar sem controle.

Veja também: Como cuidar do cabelo na menopausa? Confira as melhores dicas!

Outras causas relacionadas à calvície feminina são problemas emocionais, uso inadequado de produtos químicos, dietas inadequadas, uso demasiado de secador e chapinha, inflamação do couro cabeludo, entre outras.

Lembrando que, se caso tenha alguma dúvida se está sofrendo disso ou não, é recomendado que procure um médico especializado. Ele analisará o seu caso e indicará de forma correta o que deve fazer!

Como tratar a calvície feminina?

Calvície feminina

Neste momento, primeiramente, mantenha a calma! Se você identificar o problema mais cedo e cuidar muito bem do seu cabelo, as chances de tratar são enormes! Mesmo que seja hereditário, há como “driblar” este problema com tratamentos.

Não se engane… Nem sempre você irá precisar de transplantes. Em vários casos, o tratamento funciona por via oral. Essas medicações irão agir no couro cabeludo, impedindo-o de receber muitos hormônios.

Outras medicações irão fazer que os seus fios recebam nutrientes para crescimento e espessamento, fatores que são afetados na calvície. Confira, a seguir, os principais tratamentos para a calvície feminina:

Medicamentos diretos

Este tipo de tratamento funciona aplicando shampoos e loções na área afetada da calvície, indicado para pacientes que estão nas fases iniciais do problema.

Servem para estimular o crescimento do cabelo. Porém, a sua capacidade está mais em prevenir o problema do que curá-lo. Como a doença é durante a vida em inteira (crônica), o tratamento deve ser introduzido precocemente.

Tratamento a laser

Indicado para pacientes com a calvície hereditária. O laser irá afetar o ciclo de crescimento do cabelo, fazendo que os fios voltem para a fase de crescimento. Indica-se que as sessões devem ter intervalos curtos, de cerca de, no máximo, duas semanas por aplicação.

Transplantes de cabelo

Calvície feminina

Indicado para estágios avançados da doença. As regiões que são usadas para fazer a doação são as próximas do pescoço, pois elas não possuem receptores hormonais, fazendo com que consigam se “acoplar” em qualquer lugar do corpo ou, neste caso, qualquer parte do couro cabeludo.

Os fios são implantados na superfície calva (um por um). Dependendo do grau do problema, ou do volume do cabelo, é necessário mais de uma sessão para terminar o transplante. A notícia boa é que os resultados são muito rápidos e você consegue retornar a beleza de suas madeixas em até seis meses.

Mesoterapia

Nada mais é que um tratamento realizado com a aplicação de micro-injeções de vitaminas no couro cabeludo, a fim de ajudar os folículos pilosos que atuam no crescimento dos fios.

Não é o fim do mundo

Lembre-se: calvície feminina não é o fim do mundo. Há outros tratamentos que não foram citados que podem ajudar você. Alguns tratamentos podem apresentar as melhoras em apenas alguns meses, como no caso de transplante, e outros a longo prazo. De qualquer forma, há grandes chances de melhora do problema.

Procure um dermatologista o quanto antes para começar qualquer um dos tratamentos mencionados anteriormente ou outro mais específico para o seu caso. Cuide de você e do seu cabelo!

Até a próxima!

Deixe seu comentário!