madeixa.com.br

Ácido glioxílico para alisar o cabelo: quais os efeitos e como usar?

Se você quer saber se ácido glioxílico para alisar o cabelo, se tem formol ou se estraga o cabelo, você veio ao lugar certo.

Quem alisa o cabelo precisa sempre estar atenta às mudanças a às leis da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em relação ao uso destes produtos químicos. Se você faz progressiva ou relaxamento, veio ao lugar certo, pois hoje iremos esclarecer todas as suas dúvidas sobre esse assunto.

Ácido glioxílico: tudo sobre esse composto químico

A primeira dúvida que precisamos desvendar sobre o ácido glioxílico para alisar o cabelo é se ele tem ou não formol. Afinal, já sabemos que produtos com formol podem prejudicar o cabelo.

A Anvisa divulgou uma nota dizendo que o ácido glioxílico tem a função de mudar o pH do cabelo, para resistir às mudanças que serão realizadas na estrutura no fio. O problema é que esse ácido, quando submetido à grandes temperaturas, libera formol.

Ele não tem formol em sua composição, mas consegue liberá-lo. Por isso, produtos que contém esse ácido podem ser considerados danosos à saúde, por liberar formol.

Se você encontrou algum produto que diz que não contém formol em sua fórmula, mas possui ácido glioxílico para alisar o cabelo, saiba que a reação final no seu cabelo conterá formol. Então, esse produto está fazendo uma propaganda enganosa.

Mas atenção: segundo os especialistas, o uso correto deste ácido não prejudica a saúde. Isso porque a relação entre periculosidade deste ácido é relacionada às quantidades deste produto que estão presentes no composto químico.

Veja também: Hidróxidos usados no alisamento ou relaxamento capilar

Posso usar progressiva com ácido glioxílico para alisar o cabelo?

Desde que o uso do formol foi proibido pela Anvisa, muitos salões estão usando ácido glioxílico para alisar o cabelo.

Progressivas à base deste ácido alisa o cabelo e, após fazer a progressiva, o profissional faz chapinha nos fios, que acaba liberando o formol.

O formaldeído liberado após o uso do ácido glioxílico em temperaturas altas não é prejudicial à saúde. Isso porque ele é liberado em poucas quantidades. Mas é importante ter certeza de que o produto utilizado tem o selo da Anvisa. Caso contrário, não utilize. Isso porque a quantidade de formol liberada pode ser superior à recomendada.

Se você já constatou que o produto usado tem o selo da Anvisa e o profissional que você procurou realmente é de qualidade, pode usar a progressiva sem medo. Este produto não irá estragar o seu cabelo se for usado corretamente.

Para que o produto não faça mal ao cabelo, o cabeleireiro irá precisar lavar o cabelo após o uso do ácido. Dessa forma, quando passar a chapinha, o cabelo não irá estragar. Mesmo que ainda fique um pouquinho de ácido nos fios, a quantidade é tão pequena que não trará danos ao seu cabelo.

Veja também:

Escova progressiva sem formol: saiba mais sobre esse alisamento

Ácido glioxílico realmente alisa o cabelo?

O ácido glioxílico para alisar o cabelo realmente consegue deixar as suas madeixas lisas. Isso porque possui diversos ativos capazes de agir na estrutura da sua fibra capilar, mudando-a para lisa.

Para que o produto alise o cabelo sem tirar o brilho do cabelo, algumas marcas colocam na fórmula do produto pantenol, que é muito hidratante. Queratina também pode ser adicionada para que o cabelo fique mais forte durante este processo.

Quem tem o cabelo muito seco pode alisar os fios com ácido glioxílico sem medo. Afinal, algumas marcas também colocam óleo de macadâmia na formula do produto, isso para que consiga ter um resultado mais bonito no cabelo.

Ácido glioxílico nos cosméticos

A grande preocupação dos especialistas em cabelo é o uso de produtos com ácido glioxílico para alisar o cabelo em casa. Afinal, se você compra produtos sem ter certeza da quantidade de ácido que ele possui, pode ter sérios problemas de saúde, além de poder perder as suas madeixas.

Por isso, é importante que antes de passar qualquer produto químico no cabelo você pesquise muito sobre ele e tire todas as suas dúvidas com um profissional. Evite alisar o cabelo em casa, isso pode trazer problemas sérios e irreversíveis.

Todos os processos que envolvem o alisamento capilar devem ser feitos com cuidado. Antes de alisar o cabelo, o profissional irá verificar se a sua fibra capilar irá aguentar o procedimento. Caso o seu cabelo esteja fraco ou danificado, o profissional não irá realizar o alisamento.

Além disso, quando o assunto é ácido glioxílico para alisar o cabelo, você deve prestar atenção até mesmo nas lavagens do cabelo. Afinal, se não remover corretamente o produto do cabelo, quando passar chapinha, com certeza o formaldeído que restará nos fios poderá danificar as suas madeixas.

Por isso, reforçamos a afirmação de que você pode alisar o seu cabelo, mas que deve fazer isso com um profissional. Dessa forma, terá certeza que os seus fios não terão menos chance de quebrar.

Informações finais

Nós já desmitificamos várias coisas sobre o ácido glioxílico para alisar o cabelo. Agora, você já sabe que se usado corretamente e nas quantidades certas, este ácido pode ser inofensivo ao cabelo.

Hoje em dia, temos o benefício de poder pesquisar sobre tudo na internet. Então, antes de usar qualquer produto que prometa deixar suas madeixas mais lisas, pesquise os componentes que este produto leva em sua composição.

Muitas empresas mascaram componentes e acabam vendendo produtos danosos ao fio capilar. Você compra sem saber e destrói seu cabelo. Ler o rótulo dos cosméticos é muito importante. Mesmo quando for ao cabeleireiro, sempre pergunte sobre o que ele irá passar no seu cabelo.

Uma pessoa bem informada sempre estará munida para enfrentar qualquer situação. O cabelo é parte importante de toda mulher. Por isso, deve ser bem cuidado, de forma que você não pode passar qualquer coisa nas suas madeixas.

Além de usar ácido glioxílico para alisar o cabelo, não esqueça de cuidar dos seus fios. O cabelo alisado precisa de reconstruções periódicas. Por isso, não esqueça dessa etapa.

Hidratar e nutrir os fios também é muito importante. O cabelo alisado acaba sendo mais frágil e, por isso, merece cuidados especiais.

Veja também: 

Hidratação caseira para cabelo: veja dicas + 28 receitas baratas e fáceis

Esperamos que esse artigo sobre ácido glioxílico para alisar o cabelo tenha sido útil para você. Caso reste alguma dúvida, deixe um comentário!

Add comment